Rafinha-adidas

Se lembra da história de que o meio-campista Rafinha Alcântara, atualmente jogador do Barcelona, estava sendo processado pela Adidas, por ter começado a utilizar chuteiras Mizuno? Pois bem, na última terça-feira (18), a primeira sentença de um tribunal da cidade de Amsterdã, na Holanda, saiu e o brasileiro foi condenado a indenizar a empresa alemã Adidas em 1 milhão de euros (4,43 milhões de reais), por descumprimento de contrato.

Além disso, a sentença ainda determina que o jogador deverá voltar a utilizar material fornecido pela marca com a qual assinou em 2013, quando voltar a atuar, já que está afastado dos gramados por causa de uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo.

Entenda o caso

Adidas processa Rafinha por usar chuteiras Mizuno

Rafinha tinha vínculo com a Adidas até 1º de julho deste ano e desde então, usa uma chuteira toda preta da marca japonesa. No entanto, uma cláusula no contrato concedia à Adidas o direito de estender o vínculo até julho de 2023, de forma unilateral. Os advogados do brasileiro alegavam que a cláusula de renovação não era clara, argumento rejeitado pela corte holandesa.

Inicialmente, a Adidas pediu uma indenização de 100 mil euros (443 mil reais) por dia, pelo descumprimento do acordo, mas, a sentença indicou um valor dez vezes menor, limitando o montante máximo a 1 milhão de euros.

Defesa irá recorrer

Adidas processa Rafinha por usar chuteiras Mizuno

A agência que representa o meia brasileiro divulgou um comunicado no qual afirma que vai recorrer da decisão. “Respeitamos a resolução judicial sobre o procedimento de medida cautelar determinada no dia de hoje, mas discordamos da argumentação e da decisão, motivo pelo qual estudaremos as alternativas judiciais junto aos advogados do jogador”, afirmou a empresa na nota.

No comunicado, a defesa do atleta alega que a decisão do tribunal de Amsterdã é provisória, que não aprofundou o caso, e ainda questiona a Justiça holandesa por não analisar uma ação anterior apresentada pelo jogador contra a empresa esportiva.

O que achou de Rafinha Alcântara ter de indenizar a Adidas? Compartilhe!